28 de nov de 2012

"Palavras, apenas..."


Algumas pessoas não sabem, mas as palavras atraem. Uma nova amizade, um relacionamento, um dia incrível ou até mesmo uma topada

Redondas, meio deitadas, pequenas, corridas. Digitalizadas ou não, elas, as letras, carregam consigo um poder incrível de sedução. Algumas palavras, de tão elegantes, parecem calçar salto alto.

Só entende quem já recebeu uma carta de alguém muito querido pelo correio. Ou sorriu ao ler aquela sms inesperada bem no meio de um dia corrido.

Nada mais brochante que conhecer pessoalmente alguém cheio de atributos interessantes e, na primeira teclada, se deparar com erros primários, pontuação fora de lugar ou total ausência dela. #ACABOUAMORNAHORA

 

Elas podem unir quem está distante... 





 



E separar quem está bem perto. 




E às vezes não adianta gritar, o outro simplesmente não vai entender. A não ser que você use as palavrinhas mágicas.


 
 

Podem te transportar para outros universos. 



 


Ou te cravar os pés em uma nova realidade.





Não importa a língua, nem a quantidade de letras do alfabeto. As palavras são, desde os primórdios, a invenção humana mais perfeita, por nos permitir entender uns aos outros além do que o corpo possa traduzir.

Se viram música, livro, ciência ou poesia também pouco importa. Sei que dentro de mim, elas sempre acabam virando crônicas...

 

Um comentário:

L.S. Alves disse...

Ainda bem que elas viram crônicas.
Um abraço moça e muitas palavras pra você.