21 de out de 2010

Who should we blame?

Super Homem: Não tão rápido, criminoso!

Assaltante: Espera! É mais complexo do que você pode imaginar. Estou assaltando para alimentar minha família!

Super Homem: Por que não consegue alimentar sua família?

Assaltante: Os idiotas da fábrica não nos pagam o suficiente.

[...] Na fábrica.

Dono da fábrica: Espera! Nós queremos pagar mais, mas os idiotas do governo nos desincentivam  muito!

[...] 

Representante do governo: Espera! Nós queremos apresentar um sistema econômico melhor, mas os economistas não entendem muito bem o caos...

[...]

Economista: Espera! Adoraria entender o caos, mas o mundo é cheio de variáveis ocultas!

Super homem, desolado: Então... em quem eu bato?

Economista: Realidade é complexa. Se você quer qualquer coisa parecida com uma resposta, você precisa aprender física, matemática, filosofia, história...
...

4 comentários:

Chrys Farias disse...

Dura, triste e revoltante realidade...

Lis. disse...

Há uma afirmação antiguissíma que deve ter mais de cinco mil anos e que inclusive consta no Antigo Testamento, rezando:

Se conhecerdes a verdade
a verdade vos libertará.

Nós falamos muito do tempo, e o tempo não existe. É uma invenção humana, pois como uma complexa linha de montagem de automóveis funcionaria se todos não estivessem nos seus postos às 7:30hs da manhã?

Só temos o Dia e a Noite, e esse fracionamento do tempo foi feito à partir do levantar, e pôr do sol.

Esse sistema dita moda, e seremos sempre levados pelo que a maioria faz. A maioria não é normal, uma vez que o paramêtro da normalidade é ter uma ou outra neurose comum à todos.

Com o passar do tempo fui aprendendo a ser feliz entendendo que o grande segredo para quer ser é saber separar o que é seu do que é dos outros.

Conclusão:

Superman tem muito que aprender
caso um dia queira ser feliz. (rsrs)

Saudações.

Flávia Escarlate disse...

Boa, Lis! Gostei muito da sua linha de pensamento. De verdade. Beijos!!

Flávia Escarlate disse...

Chrys, é a realidade que eu (e acredito que o autor também) levei na brincadeira. Beijos!