4 de nov de 2009

Viva Mestre Verequete!




O Pará está de luto. Faleceu ontem, (3/11/2009), com grave insuficiência respiratória, o nosso querido mestre Verequete, aos 93 anos de idade.

Autor de 10 discos e 4 CDs, Augusto Gomes Rodrigues, era um dos maiores ícones da cultura - e principalmente do carimbó - paraense.

Ainda neste ano, dia 26 de agosto (considerado, em homenagem ao mestre, dia municipal do carimbó) comemoramos o último aniversário do artista, na praça Waldemar Henrique. Ao som de diversos ritmos paraenses, Christophe, Tami, nosso professor da faculdade e eu nos divertimos imensuravelmente.  Comemos, dançamos, cantamos e aplaudimos o rei dos tambores na hora do parabéns. Teve direito a bolo e tudo.

A imagem do velhinho moreno, com o chepeuzinho branco (marca registrada dele) numa cadeira de rodas em cima do palco - tão frágil, tão querido - não sai da minha cabeça um só instante, me arrancando uma lágrima aqui, outra ali, ao longo do dia.

Talentoso, ele tirava suas próprias músicas de cabeça (até porque, não sabia escrever). E olha que eram muitas! Brincalhão, namorador, um verdadeiro apaixonado por carimbó. Assim era Verequete.

Não, para nós paraenses ele não sei foi. Como todas aquelas pessoas muito importantes em nossos corações. Ele ainda vive e viverá para sempre, levando aos quatro cantos do mundo a nossa cultura, o nosso canto.

VIVA MESTRE VEREQUETE!


Um comentário:

Gabi disse...

Enquanto permanecerem vivos dentro do nosso coração, nunca estarão mortos aqueles que amamos. Na minha vida continuam vivos todos os desaparecidos que amarei para sempre. AQUELE BEIJINHO ESPECIAL DE TODOSOSDIAS.